O Pulsar dos Chakras da Terra

Assim como nos seres humanos e nos animais existem chakras, também o nosso planeta possui inúmeros pontos de energia que pulsam, verdadeiros canais energéticos estrategicamente distribuídos pela sua superfície.

Compartilhar nas Redes Sociais:

Como sabemos, tudo o que existe no universo é energia e a matéria apenas energia a vibrar em baixa frequência. Por conseguinte, o nosso planeta, sendo um dos elementos do cosmos, não poderia ser diferente.

Assim como nos seres humanos e nos animais existem chakras, também o nosso planeta possui inúmeros pontos de energia que pulsam, verdadeiros canais energéticos estrategicamente distribuídos pela sua superfície.

Através destes canais estabelece-se uma comunicação com o Todo, por meio da qual ocorre transferência de informação, permitindo o equilíbrio e a sintonia com a energia cósmica. Sim, a Terra também tem chakras.

Os locais onde se encontram estes chakras são considerados especiais, possuindo uma energia que atrai muitas pessoas. São alguns exemplos, o Monte Shasta na Califórnia; o Lago Titicaca no Peru-Bolívia; Stonehenge em Inglaterra, a Grande Pirâmide do Egito ou no Monte Kailash, nos Himalaias.

Talvez não tenha sido por acaso que desde tempos imemoriais os povos das várias civilizações tenham erigido monumentos sagrados onde faziam cerimónias dedicadas aos seus deuses. Quem sabe não tenham obtido conhecimentos perdidos ao longo dos tempos.

Quem visita estes locais, sente que ali há algo estranho, maravilhoso proporcionando paz, equilíbrio e um sentimento de proximidade com o Todo. Nestes locais é potencializada a capacidade de interação com outras dimensões através de práticas adequadas como a meditação, por exemplo, levando os praticantes a conseguirem ter experiências místicas ou simplesmente sentirem a magia do local.

A nossa conduta, enquanto Humanidade, gera um campo vibracional que confere determinadas características aos chakras e às qualidades da aura do nosso planeta. Por isso é tão importante haver uma profunda reflexão enquanto civilização e assumirmos a responsabilidade pelo nosso destino.

Cada ação ou pensamento dá origem a uma frequência que pode ir do ódio – a mais baixa vibração – trazendo todo o tipo de desequilíbrios e doenças, ao amor – a mais alta vibração – que se reflete em felicidade, bem-estar e saúde. O pensamento ou ação dominante do planeta confere-lhe a sua própria vibração e, por conseguinte, o seu estado de “saúde”.

Num planeta onde reina a discórdia, a guerra, a ganância e o materialismo não é possível que haja equilíbrio entre os chakras. Daí, tantos acontecimentos destrutivos e catástrofes naturais. É desta forma que o universo nos transmite que algo não está bem, que o caminho a seguir não é esse.

Manter estes comportamentos só retardará a evolução do planeta. Por oposição, a paz e o amor conduzirá a uma evolução da consciência sem precedentes, colocando-nos no patamar das civilizações evoluídas e a uma nova era de esperança.

 

Sobre o autor | Website

Sou natural do Concelho de Santarém, onde resido, e como principal atividade sou Professor de Matemática. Em novembro de 2000 obtive o 1.º grau de Reiki Usui Shiki Ryoho e em 2017 tornei-me Facilitador de Cura Reconectiva®, atividade que desempenho em regime de part-time. Desde tenra idade nunca aceitei uma visão materialista e fatalista da vida, mas sim como uma oportunidade para crescer e ir mais além na descoberta da minha verdadeira identidade. O eu que eu julgo ser, não sou Eu, mas sim uma ilusão do ego.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!