Dia Mundial do Cancro: 4 de fevereiro

Hoje dia 4 de fevereiro celebra-se o Dia Mundial do Cancro. O cancro está associado tanto à nossa parte física com há espiritual. Ao cuidarmos da nossa parte emocional, mental e espiritual estamos a ajudarmo-nos futuramente. Cuida de ti no aqui e agora. Perdoa e deixa fluir.

Compartilhar nas Redes Sociais:

Tempo de Leitura: 2 minutos

Hoje dia 4 de fevereiro celebra-se o Dia Mundial do Cancro e tem como objetivo conscientizar a sociedade um pouco por todo o mundo sobre esta doença. Tem como foco impulsionar, preservar, descobrir e capacitar o aparecimento de novos casos.

O cancro é a epidemia do nosso século. É uma doença que afeta as células fazendo-as crescer de forma anormal e espalha-se por todo o corpo.

Mas o que tem haver o cancro para a descoberta da nossa essência? Para a nossa parte emocional e mental? Para este caminho?

TUDO

Para já é importante saber que é uma doença muito complexa e difícil. O cancro está ligado com a parte emocional e mental de uma pessoa no momento da sua transformação; do físico em espiritual. Ou seja quando o corpo físico começa e querer eliminar os desequilíbrios internos provocados por experiências externas, intimas e pessoais, que foram acumuladas na eternidade e que se vêm a desenvolver-se no aqui e agora.

O cancro está ligado há nossa parte emocional/mental: há nossa espiritualidade. Claro que também está associado há nossa parte física através dos maus comportamentos que se adota numa vida, tais como: consumo de álcool, drogas (não só as drogas pesadas também muita medicação é droga), tabaco (e não é o só fumar), comidas pré-confecionadas e o uso de pouca água para beber. E a pouca atividade física.

Na parte, mental e emocional devemos também de deixar de ter uma atitude de autopunição em relação a nós próprios: perdoarmos a quem nos magoou, humilhou e feriu. Assumir os nossos erros e pedir perdão. Se não fizermos isto…Surge assim esta doença tão cruel. Porque nada é por acaso. Confio e acredito na crença de que nós nascemos com doenças e que as vamos ou não desenvolvendo ao longo da vida… Na nossa passagem por aqui.

Não estou a afirmar que a cura está na espiritualidade pois, não sou perita em nada. Apenas reforço a ideia que nos devemos conhecer bem a nível físico, mental, emocional, social e espiritual para eliminar todos os nossos desequilíbrios para nos tornarmos pessoas melhores mais humildes, generosas e pacientes. Termos hábitos de vida saudáveis referentes a alimentação e prática de desporto, escolher produtos de origem vegetal e biológica. Beber muita água, deixar de fumar e beber bebidas alcoólicas. Estas causas físicas ajudam na propagação da doença.

Ao cuidarmos de nós a nível emocional e mental estamos a ajudarmo-nos futuramente. Dedico este meu artigo a todas pessoas que conheci e privei numa outra lide profissional que tive. Uma experiência que me marcou muito. Muito mesmo. E às amigas de luz que me resgataram. Grata a estas experiências.

Bem-haja a todos.

Sobre o autor | Website

Licenciada em Ciências Sociais - Minor em Serviço Social pela Universidade Aberta. Mestranda em Serviço Social na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Em descoberta do meu EU Superior. Formação em Terapias Holísticas: Reiki USui Shiki Ryoho - Nível III, Curso de Meditação - Praticante I e Formação de Instrutora de Yoga para Grávidas e Seniores.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!