Dia 3: Nós e os Outros

A época natalícia que agora se inicia é uma oportunidade excelente para fazermos uma reflexão profunda sobre o seu significado e o nosso papel na vida.

Compartilhar nas Redes Sociais:

A época natalícia que agora se inicia é uma oportunidade excelente para fazermos uma reflexão profunda sobre o seu significado e o nosso papel na vida.

Num tempo em que se sobrevaloriza o consumismo e se alimenta freneticamente a idolatria pelos bens materiais, por vezes nos esquecemos das relações humanas que deveriam nortear o nosso percurso, enquanto seres e ávidos de serenidade, tranquilidade, paz e amor.

O tema “Nós e os Outros”, sendo o meu primeiro artigo neste Advento de Natal do Universo do Conhecimento, é um repto que gostaria de dirigir a todos os leitores para nos voltarmos por breves momentos para o nosso interior, em cada dia, e questionarmo-nos sobre a relação que mantemos com aqueles que amamos, familiares, amigos e colegas mais ou menos próximos. Será que os valorizamos suficientemente? Será que lhes damos o devido valor ou os tentamos compensar com presentes, para amenizar a culpa pelo esquecimento de mais um ano que passou?

Façamos todos um esforço para incluir em nossos pensamentos os outros, conhecidos e desconhecidos, como uma extensão de nós, filhos da mesma fonte criadora. Com qualidades e defeitos fruto do condicionamento das situações e ambientes em que estamos imersos e controlados inconscientemente, pensando sermos totalmente livres.

Seremos melhores ou assim tão diferentes? Não, em essência somos iguais, simplesmente não o sabemos porque estamos cegos pelas crenças limitantes que nos fazem olhar para os outros como estranhos, mas que no fundo, do ponto de vista humano, nos sentimos indefesos, amedrontados, inseguros e levando uma vida caótica e errante jogando para segundo plano o que deveria ser uma prioridade: a aproximação, a compaixão, o companheirismo, a compreensão e admiração, entre tantos outros substantivos que poderia enumerar aqui.

Tudo pode ser diferente, basta deixarmo-nos invadir pelas novas energias que nos farão ascender na pirâmide do conhecimento até descobrirmos, invadidos por uma alegria genuína, que afinal Somos Todos Um.

Sobre o autor | Website

Sou natural do Concelho de Santarém, onde resido, e como principal atividade sou Professor de Matemática. Em novembro de 2000 obtive o 1.º grau de Reiki Usui Shiki Ryoho e em 2017 tornei-me Facilitador de Cura Reconectiva®, atividade que desempenho em regime de part-time. Desde tenra idade nunca aceitei uma visão materialista e fatalista da vida, mas sim como uma oportunidade para crescer e ir mais além na descoberta da minha verdadeira identidade. O eu que eu julgo ser, não sou Eu, mas sim uma ilusão do ego.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!